O Gato Feral

Gato Feral

Um gato feral é um descendente de gato doméstico que retornou ao estado selvagem.

Surgiu em consequência do abandono e descaso de humanos, que os abandonaram ou deixaram que muitos gatos domésticos fugissem.

Os descendentes destes gatos que se perderam foram obrigados a conviver em ambientes urbanos com pouco contato humano, como armazéns, fábricas ou prédios abandonados.

Na aparência, um gato feral é praticamente igual a qualquer gatinho de rua ou doméstico. Mas o comportamento se aproxima mais do de felinos maiores, como tigres e onças.

Um gato feral depende de alguma forma de humanos para sobreviver, já que está fora do ambiente selvagem. Entretanto, dificilmente ele poderá ser domesticado e as chances de isso acontecer existem até que ele complete 3 meses de idade. Depois disso, é bastante improvável.

Gato feral x Gato arisco

Gatos ferais são diferentes de gatos ariscos. Um gato arisco chega a se aproximar de humanos, mesmo que não goste de colo ou de carinho, mas ele faz contato visual e sonoro. Este pode ser domesticado. Já o gato feral nem mesmo mia. Não aceita aproximação de humanos e se sente ameaçado se encarado. Pode atacar ferozmente o humano e até se ferir gravemente para fugir e se esconder.

Enquanto os gatos ariscos costumam viver sozinhos e podem ser vistos durante o dia nas ruas, os ferais vivem em colônias de gatos e normalmente só são vistos à noite.

Qual a solução?

Especialistas em comportamento felino afirmam que tentar domesticar gatos ferais não é a solução para eles e normalmente os levam a uma depressão profunda e à morte.

Em virtude disso, muitos países estão utilizando a técnica C. E. D – captura, esterilização e devolução. Desta forma os gatos são capturados por equipes treinadas, castrados com técnicas que propiciam uma rápida recuperação, vacinados e desparasitados, depois devolvidos ao seu local de origem. Alguns projetos fazem um pequeno corte na orelha do gato para diferenciá-los dos demais após terem passado por esse processo.

O objetivo do C.E.D é o controle populacional e permanente redução do número de gatos ferais nas ruas.  É  também diminuir o número de gatos abandonados recolhidos e a quantidade de eutanásias, reduzir os custos do controle de animais e criar ambientes melhores e menos hostis para esses gatos.

Fontes:

neighborhoodcats.org

isfoundation.com

jacksongalaxy.com

 

 

 

 

  • Jacqueline Cohen adora animais, ler, pesquisar e escrever, assim como ajudar de alguma forma os animais carentes, que precisam de socorro e resgate.

Deixe um Comentário